segunda-feira, dezembro 17, 2007

Olà! (Bonjour!)

Agora quem tem algo a reclamar sou eu! Desde que faltou a luz durande uma noite inteira mais a manha là na residencia, que nao tenho internet... Bom, o que vale é que esta quarta jà estou de volta a Portugal! Alguém quer alguma coisa daki? (So vou tentar nao levar o frio... Tem andado entre os 2 e os -2... ufa! Até comprei um casaco-salsicha quentinho nos champs-élisées!!) (desculpem os acentos... teclado franciu :p) plim! joaninha

segunda-feira, dezembro 10, 2007

Réclamations (Reclamações)

Tenho recebido reclamações por não ter ainda escrito aqui no blog desde que cheguei a Paris... ...e com razão!... Aqui vai um update rápido, com a promessa de posts futuros (mt) mais frequentes: - O trabalho em Outubro e Novembro correu muito bem (principalmente a festa de despedida... :P ) - Aqui por Paris já estou integradissima na paróquia do Santuário de Nossa Senhora de Fátima inclusivé no coro, grupo de jovens e dos convivas (ma eglise c'est vraiment merveilleuse! :D ) - Está frio, mais do que estou habituada (7º que se sentem como 3º segundo o site da méteo) e as previsões para esta semana são decroissantes... - As aulas estão a andar e ainda não consegui por em dia os dois meses de trabalho perdido... como seria de esperar... estou um bocadinho "encranchada" mas optimista! Foram umas notícias rápidas. Beijinhos com saudades para todos os que, tendo ainda esperança no meu blog, vierem aqui ler ;) *** Joaninha (PS: ao reler o post não consigo deixar de sorrir com a mistura de portugues/ mckensiano/frances...o mais engraçado é que neste momento é mesmo assim que penso! jo)

segunda-feira, outubro 29, 2007

Há coisas tão simples, não há?...

Hoje sorriem-me a terra e os céus;
sinto no fundo da minha alma o sol;
eu hoje vi-a...,
vi-a e ela olhou-me...
Creio hoje em Deus!
Gustavo Adolfo Bécquer
:)

sexta-feira, outubro 26, 2007

poema ao acaso / perseverança

Perseverança... Gosto da palavra... Se fosse na primária, era uma palavra "difícil"... Há dias em que ainda é... Mas nos dias em que conseguimos "evitar a morte em doses suaves", sabemos que vale a pena... :) joaninha
_________________________
Morre lentamente
quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajectos, quem não muda de marca Não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece. Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru. Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os "is" em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos. Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos. Morre lentamentequem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo. Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio, quem não se deixa ajudar. Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante. Morre lentamente, quem abandona um projecto antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe. Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples fato de respirar. Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio esplêndido de felicidade. Martha Medeiros

terça-feira, outubro 23, 2007

Já está!

Acabou! :) joaninha

2 coisas

1- O silêncio tem motivo:
  • Muito trabalho (começo muito cedo e já chego depois da hora de jantar)
  • Muita festa (parabéns menino!)
  • Mais trabalho (ainda a tese... nos fins de semana e quando chego a casa...)

2- Estou no IST. Em compasso de espera. Daqui a pouco acaba definitivamente o meu percurso aqui. Estou naturalmente nervosa... Mas já só desejo que acabe...................................depois conto!

Joaninha

segunda-feira, setembro 24, 2007

Baú (I)

Estive a mexer no meu "baú" de memórias...
Nestes dias o trabalho, a novidade, o turbilhão de coisas, não me deixa escrever...
Sinto falta...
E então vou remexer no meu "baú"...
"Já não me lembrava deste"... "Lembro-me de sentir isto"... "Deste gosto!"...
É isso: deste gosto! :)
_______________

Posso dizer "Fazes-me falta" ?...
Pois se é verdade
Que me magoa
A tua ausência...
Se te oiço sempre
A sussurrar
Ao meu ouvido...
Se não consigo
Jamais esquecer
O teu cheirinho
E o carinho
Que acontece
Só por estares
Assim pertinho...
Posso contar
Como me sinto
Quando não estás?...
Posso dizer
Como é viver
Sem te sentir
E te abraçar
A qualquer hora?...
Que parece
Que tudo
Só acontece
Para doer!...
Que nada tem
Nenhum sentido...
Que o tempo pára
E faz sofrer!...
Posso contar?
Que não falar
É tão difícil
Quando cá dentro
Tudo é já teu
(E tu és meu)
E quero tanto
Partilhar...
Posso dizer?
Que esperar
Por esse dia
De alegria
Me faz querer
Parar a vida,
E regressar
Já nesse dia
Em que a alegria
Pode ficar!?...
Posso?
Só dizer
Que esconder
Tudo cá dentro
É um tormento
Que já não sei
Se sou capaz
De sustentar?...
Só contar
Estes meus sonhos
Onde tu estás
E que eu sei
Que são capaz de ser reais?...
Posso?...
Só dizer
E contar
E escrever
E cantar,
Como vive
Nestes dias
O coração
Que trago em mim
Onde tu estás
E estão guardados
Tantos momentos
E sentimentos...
E que esqueceu
Como é viver
Longe de ti...
E que quer mais
A cada dia...
E que está tolo
E que salta
Quando sorris...
(Ah!Se salta!...) ...
Posso dizer
"Fazes-me falta"?...

 Joaninha

quarta-feira, setembro 19, 2007

Petite promenade à Paris

No sábado passado, de mochila vermelhinha às costas (tal qual uma verdadeira joaninha), enfiei-me no RER e, depois de uma demorada viagem ( o rer tem muitos atrasos!...saudades dos combóios alemães ou suiços!!!) dei a minha primeira promenade por Paris. Muito sol e muito calor e alguns monumentos gratuitos devido ás journées du patrimoine. Ainda me sinto muito turista por aqui, e ainda me delicio com quadros assim:
Je suis à Paris! :D Joaninha

terça-feira, setembro 18, 2007

Le chemin de toutes les matins

Começo a conseguir prever o tempo que demoro desde que saio de casa até à universidade... O que não é totalmente trivial, visto ser preciso subir mais de trezentas escadinhas... Então na estação anterior dispo o casaco, enfio-o na mochila e ...
Quase lá em cima a vista é assim (o combóio é mesmo na curva de nível correspondente ao mínimo de altitude): É cansativo? SIM! Mas sempre faço algum exercício!... E depois lá em cima há um campus espaçoso, arejado, 5 estrelas! Até temos um lago, vejam lá: Por aqui é tudo verdinho, bolotas a cair na cabeça, carreirinhos no meio da floresta... Quem diria que vivo praticamente em Paris? :D Joaninha

segunda-feira, setembro 17, 2007

Bonjour!

Bounjour à touts! :D Por questoes técnicas (alheias à minha pessoa) ainda nao tenho net no meu quarto da residência. Quando tiver, prometo dar novidades do que tenho feito por terras franciuses :p Por enquanto posso dizer que as aulas na X jà começaram e ainda tenho de tratar de algumas questões burucràticas (tenho de ir que q reunião para o mutuelle é agora às 17). Bisous pour tout le monde! ****** Joaninha

sexta-feira, agosto 24, 2007

Inter-rail I: Frankfurt

Antes de tudo a tripulação:
  • Marta Santos, 21 anos, cadete da Academia da Força Aérea, irmã mais nova-> Nome de código Martastrasse
  • Andreia Gomes, 23 anos, quase ex-matemática, futura empresária de sucesso, amiga e colega de quarto-> Nome de código Andy
  • Carlos Castanheira, 22 anos, cadete da Academia Militar, amigo de há muito (daqueles que se discute como se fosse irmão)-> Nome de cádigo Káká
  • Pedro Rodrigues, 22 anos, quase engenheiro biomédico, o conviva mais fresquinho-> Nome de código BigP
  • Moi même: Joana Santos, 23 anos, futuro incógnito mas promissor-> Nome de código Jo
A expedição destes aventureiros Tugas teve início no Porto (um pouco demasiado de madrugada para todos) de maneira que à hora do almoço já estávamos a comer o almoço que a mãe do káká preparara em solo alemão.
Frankfurt estava já à nossa espera! Cidade de contrastes: de arranha céus e de história, de red-lights e uma freira portuguesa paulina muito simpática... Deixou-nos muito entusiasmados com o que viria... (Ah! Como dira o káká: excelente passeio fluvial :P) Jo

sábado, agosto 18, 2007

Inter-rail 0

Estou de volta! Depois de 20 dias muito cheios!... :D Olhem para nós na Suiça... vejam lá se não estamos com bom ar!! . Há tanto para ver neste Mundo! Nos intervalos do muito trabalho que tenho pela frente, vou tentar deixar-vos um cheirinho de um inter-rail 5 estrelas! ;) . Beijos com saudades, e até já! . Jo *

segunda-feira, julho 23, 2007

Há dias assim...

Gritar Cá no fundo Com toda a nossa força Com toda a nossa raiva, E no entanto Não se ouvir Sequer um sussurro, Um suspirar Um qualquer som!... Desesperar Mas bem cá dentro... Neste vazio Onde ecoam Todas as coisas... Onde tudo se mistura Com tão pouco... Onde nada passa Sem modificar a eternidade!... Fev03

terça-feira, julho 17, 2007

Matemáticos e companhia

Praia do Farol, Faro
. .
Saber para onde se vai...
Fixar a linha do horizonte dos nossos dias e saber o que está para lá dela...
E percorrer o caminho que nos separa dela com o coração cheio!...
.....
.....
...........também quero!...........

sábado, julho 14, 2007

Não queiras ficar no cais...

Ria formosa, Faro
.
.
Gosto quando as fotografias falam comigo. E enquanto arranjava esta no photoshop (não é minha, o fotógrafo foi o Tiago), só me vinha à cabeça :"Não queiras ficar no cais...Decide tu aonde vais...Não queira ficar no cais..."
.
.
"Não deixes cair teus olhos,
Não te deixes enganar,
Olha de frente os escolhos,
Olha podes encalhar.
.
É urgente estar atento,
Ver para onde corre a maré,
Ver de onde sopra o vento,
Não vás tu perder o pé.
.
B.p. é quem to diz, oh oh,
Impele a tua própria canoa.
.
Se queres mesmo ser feliz,
Não te deixes ir à toa,
Impele a tua própria canoa,
Impele a tua própria canoa.
.
A vida não é um deserto
Não queiras ficar no cais
Lenço rubro é rumo certo
Decide tu aonde vais
Não queiras ficar no cais."
.
música escutista

quinta-feira, julho 12, 2007

Corações

Faro, Feira de Artesanato do Mundo, Coraçoes de Pedra
Meu coração não se cansa
De ter esperança
De um dia ser tudo o que quer
Meu coração de criança
Não é só a lembrança
De um vulto feliz de mulher
Que passou por um sonho meu sem dizer adeus
E fez dos olhos meus um olhar mais sem fim
Meu coração vagabundo
Quer guardar o mundo em mim.
Caetano

terça-feira, julho 10, 2007

A Ria foi poesia...

Ria Formosa,Faro
Ficar Longe desse dia Em que tudo está Onde devia estar. Não sentir, Não tentar Sequer avançar... Falhar Porque sorrir É tão inevitável Desse trocar De momentos. Porque não dá Para esquecer Essses fragmentos De tanta vida! Por nao conseguir Deixar de querer hoje Que o ontem se repita amanhã...... Joaninha 16Março04

terça-feira, junho 26, 2007

Dias com cor...

Traineiras, Setúbal
______________________________________
Conhecer
O cheiro da flor...
Saber
Qual a cor do sol...
Querer
Agarrar a luz da lua!
E não pensar
Em nada mais
Senão em viver
Desta forma
Tão completa
E tão cheia
E tão certa!...
fev2002

segunda-feira, junho 25, 2007

Lugares do meu coração...

Setúbal, vista do forte de S.Filipe
Pedra da Anicha, Arrábida
Conventinho, Arrábida
Setúbal, vista do Castelo de Palmela

Balance...

Dá-me a mão

Anda,
Dá-me a mão!...
Sai desse teu canto
De indecisão
E vem ver o mundo
Com os olhos
Do coração!...
.
Anda,
Dá-me a mão!...
Deixa a incerteza
A desilusão,
E sonha de novo...
Vem voar
Sair do chão!...
.
Anda,
Dá-me a mão!...
Não tenhas medo
De arriscar,
Vem viver
Saborear,
Vem comigo
Descobrir o amanhã,
Vem sorrir
Vem dançar...
.
Vá!...
Anda!...
Dá-me a mão!...
Joaninha

quinta-feira, junho 07, 2007

Queria!.........

Queria que bastasse o sorriso
Para fazer o mundo florir,
Para que tudo se enchesse de cor...
Queria que bastasse um carinho
Para mudar o dia de alguém,
Para fazer esquecer tua dor...
Queria estender a mão E tocar no coração, De quem está perto de mim... Queria que bastasse a esperança Para ser de novo criança E ficasse para sempre assim... Queria que bastasse a verdade Para trazer a felicidade A cada bocadinho do ser... E queria que bastasse o amor, Que tenho no meu interior, Para este sonho viver...
nov05

sexta-feira, maio 25, 2007

saudade!...

Saudade!...
Este sentir tão português,
Que consome por dentro
Os corações de todo o mundo...
É uma prova de amor
O desnorteio que nos traz,
Que nos deixa sem acção,
Usa da nossa emoçao,
E nos leva toda a paz...
Saudade!...
Querer sentir a segurança
Da mão de alguém em nossa mão...
Sentir o seu calor no peito,
E sentir o tempo que nos separa
A esmigalhar o coração!...
Não quero mais sentir saudade!
Quero antes a presença,
O conforto, a ternura...
Quero sentir felicidade!...
Set01

quinta-feira, maio 24, 2007

...o sol quente na face...

Não quero olhar para trás.
Antes quero
Sentir o sol quente na face
E sorrir...
Antes quero
Olhar quem me olha
Como sou,
Com tudo o que sou.
Não quero olhar para trás.
E lamentar as horas perdidas
Entre lágrimas
E ódios
E nadas...
Quero sentir-me viva.
Sentir-me eu.
E se estou só,
Só olharei o sol que parte
E escreverei a sua cor
E escreverei a minha dor
Em versos lindo
De amor!...
Set06

terça-feira, maio 22, 2007

Dizem que tenho...

... pés para andar! ... :D
A foto foi tirada pela mana Marta. Como ela diz: ela é q que sabe tirar fotografias!!!

domingo, maio 20, 2007

Paris V: Les gens

Paris tinha pessoas! Muitas!
Ontem quando me deitei imaginei Paris sem ninguém. Imaginei a praça de Notre Dame vazia.Ou as escadarias de Monmarte sem ninguém lá sentado. Ou as beiras do rio sem alguém a saborear o sol. Ou os jardins sem ninguém deitado na relva...
Paris tem pessoas! Muitas!
E ainda bem! Gosto de rostos. De olhos, de sorrisos. Gosto de mãos, de gestos. Gosto de estilos, de brincadeiras. Gosto de vozes, de risos.
Gosto mesmo da "forma mais linda" da Vida! :)
.
.

Um Talento, Um Compromisso...

"Senhor nosso Deus:
No momento em que vamos deixar a Universidade, vimos agradecer-Vos o caminho que até agora percorremos. Junto de Vós recordamos tudo quanto recebemos e pudemos dar, e todoa asqueles que nestes anos nos acompanharam.
Para as nossas famílias e amigos, para os colegas, professores e funcionários das nossas escolas, nós vos pedimos, Senhor, a Vossa luz e a Vossa Paz.
E, no limiar desta nova estapa a vós entregamos o futuro: a vós consagramos as nossas energias, a nossa inteligência e a nossa profissão.
Senhor, que em jesus Cristo ensinastes aos Apóstolos o sentido do amor e do serviço, ajudai-nos também a nós, a ceitar o desafio que nos fazes de nos comprometermos, com o nosso trabalho, na construção de um futuro de paz.
E assim hoj Vos pedimos, Senhor, a Vossa Benção, para que, fiéis ao Vosso Evangelho e servindo a comunidade humana, louvemos ao Pai com o testemunho das nossas obras."

quarta-feira, maio 16, 2007

Sonhos de algodão...

Lá alto no céu Ouve-se contar Uma história diferente: Diz-se que uma nuvem, Não estando contente, Não quis mais ser nuvem Quis antes ser gente!... E chateou As outras nuvens Mais sábias Maiores Com formas mais próximas Do seu sonho... E andou Pelo mundo inteiro Lá de cima a olhar Para as pessoas, E a escolher Como queria ser... E imaginou Que tinha olhos, E fechou-os Com muita força Para desejar Incorporar E, um só dia, Já não voar E caminhar... Sonhou que falava, Que sorria, Que chorava, (Mas não chuva, Água pura, sem graça...) Chorava lágrimas Salgadas Com o sabor da sua existência... Sonhou, Como sonham as nuvens, Um sonho leve Como algodão, E quando sonhava No céu desenhava Todo o seu sonho... .................................que é também o meu!... Joaninha

segunda-feira, maio 14, 2007

Teste 1 2 3

Estou nas nuvens!!
Sensação de ter um brinquedo novo quando se tem 6 anos. Igualzinha!
E é tão bom!! :)
( o brinquedo não são as flores :P é a makina que as captou ;) )

quinta-feira, maio 10, 2007

Para ti!...

Vivo Sobre um limbo De sentimentos De música De momentos... Vivo Sob um céu Pesado de passado, Mas leve de ar E de partilha E de vontade De chegar Sempre mais alto... Danço A vida que levo Sobre este limbo Sob este céu... E o futuro, Que é só meu, Recebo-o com o abraço De quem espera apaixonado Quem o espera abraçar... Canto a vida Mesmo sem voz Capaz de cantar a grandeza Que é viver a amar... E é no teu sorriso Que bebo a água que preciso Para a poder cantar!... Joaninha 10Maio07

quarta-feira, maio 09, 2007

Paris IV: "La cité"

Paris foram passeios!... Muitos!...
Foram paisagens!... Foram momentos!... Foram imagens!...
.
.
Paris, Étoile
.
.
Paris,Tour Eiffel
.
.
Paris, Sacre Couer
.
.
Paris, Notre Dame
. .
Paris, Vista do Sacre Couer

Paris III: "Des promenades..."

Andar, Calcorrear o mundo Ir mais longe Ir mais fundo E saborear O sol tão quente E a multidão de gente A arte O ar Os sorrisos (Dados, não vendidos!...) E os minutos "perdidos" Quando o corpo quer parar!... Andar E cá por dentro Deixar o coração bater Deixar a alma voar!... Paris,Palais Royale

terça-feira, maio 08, 2007

Paris II : "Calins"

Paris foram abraços: dos amigos...
...e da cidade!
.
.
Paris, Notre Dame
.
. Dá-me esse abraço Mesmo que seja Um abraço mais triste Que as noites sem luar... Dá-me esse abraço Mesmo que seja Só saudade O que cabe Nessa força De abraçar... Dá-me esse abraço, Essa grandeza De existir... Esse saber Que pertencer Não se nega E a entrega É tão real Como respirar Ou abraçar... Dá-me os teus braços... Te dou os meus, E neste mundo Seremos nós outra vez...

Paris I: "From this moment on"

Paris, Palais Royale
"From this moment on, you for me dear Only two for tea dear, from this moment on, From this happy day, no more blue songs, Only whoop dee doo songs, From this moment on. For you've got the love I need so much, Got the skin I love to touch, Got the arms to hold me tight, Got the sweet lips to kiss me goodnight, From this moment on, you and i, babe, Well be ridin high, babe. Every care is gone, from this moment on." EllaFitzgerald Foi este o som do meu fim-de-semana. (Ah! Como queria poder cantar assim!) E é assim que começa o relato de uns dias especias :)

sexta-feira, abril 13, 2007

:)

I´m living the real life

Fui madrinha na Páscoa!...
(e cortei o cabelo)
... e tenho muito trabalho, como sempre!...
...... e há dias bons...
... e dias menos bons!...
Não tenho escrito nada!...
......................mas tenho muita vontade!
...sonha-se com viagens,
.........e o tempo passa,
................sempre mais rápido
......................do que queremos,
............................. mas não tão rápido,
.....................................como os nossos sOnHoS desejam......
.....
.... todos os dias...
.....
....I´M LIVING THE REAL LIFE!

quarta-feira, abril 04, 2007

O meu segredo...

O segredo é amar. Amar a vida com tudo o que há de bom e mau em nós. Amar a hora breve e apetecida, ouvir todos os sons em cada voz e ver todos os céus em cada olhar. Amar por mil razões e sem razão, Amar, só por amar, com os nervos, o sangue, o coração. Viver em cada instante a eternidade e ver, na própria sombra, claridade. O segredo é amar, mas amar com prazer, sem limites, fronteiras, horizonte. Beber em cada fonte, florir em cada flor, nascer em cada ninho, sorver a terra inteira como um vinho. Amar o ramo em flor que há-de nascer de cada obscura, tímida raiz. Amar em cada pedra, em cada ser, S. Francisco de Assis. Amar o tronco, a folha verde, amar cada alegria, cada mágoa, Pois um beijo de amor jamais se perde E cedo refloresce em pão, em água! Fernanda de Castro